• Sandra Sisla

A pele - O maior órgão sexual humano

A pele é o nosso mais extenso órgão sensorial do corpo. Assim como o sistema nervoso e os órgãos do sentido; olfato, paladar, audição, visão e tato, a pele se origina da ectoderme. A pele pode ser considerada a parte exposta do sistema nervoso.


Para Montaguy (Tocar, pg.23-1988), a pele registra as tentativas e os triunfos de toda uma vida e com isso transporta a própria memória, projeta as emoções, penetram os pesares, onde a beleza encontra profundidade.


O tato envolve a presença imediata e inseparável do corpo. Sem muitas delongas sobre a necessidade universal do toque na pele desde que nascemos, é fato que todos nós precisamos ser tocados.


Para Freud, a pele constitui uma zona erógena como um todo. Explorar a pele com toques macios, sutis, firmes, promovem na maioria das pessoas grande prazer e experiência sublime. É uma estimulação essencial, primordial a ser mais explorada em todas as possibilidades como uma verdadeira conversa onde dar e receber constituem uma troca saudável.


Toda Pele anseia ser tocada


Toda pele que e tocada desperta a potencialidade do erotismo



6 visualizações

© 2018 Criado por Kalinka Araneda